1 de outubro de 2014

Amar alguém só pode fazer bem



Existem aquelas pessoas que são tão especiais, que só ao ouvir o nome delas um sorriso já se abre. É automático, simples e lindo, porém é um dos sentimentos mais lindos.

Sempre tive dificuldade em dizer quais eram meus ídolos, pois acho que não os tive. Ídolo é uma palavra muito forte para mim e acho que nunca vai existe alguém que chegue tão alto para ocupar esse status. Mas eu não me preocupo muito com isso, pois eu tenho vários artistas que me inspiram profundamente e no final o que importa é isso. 

Cresci em um universo masculino, rodeada de exemplos de como os homens eram incríveis, que podiam fazer tudo. Isso também se aplicava na música, a maioria das bancas e cantores que eu ouvia, sendo por conta própria ou por osmose, a influência masculina era predominante. 

Mas um novo mundo me foi apresentado quando ouvi uma carioca cantando as seguintes palavras: “Seja eu! Seja eu! Deixa que eu seja eu e aceite o que seja seu (...)”. Pode parecer um pouco estranho, mas esse refrão mexeu totalmente comigo, foi uma identificação muito forte. Mesmo que na época eu não soubesse nada sobre amor, sobre o quanto as mulheres podem ser fortes e de como as palavras tem um poder magnífico, eu simplesmente deixei que meu peito aberto e deixei que aquelas palavras entrassem pelas minhas veias.

Essa carioca vem sendo uma parte importante dessa minha caminhada estranha que se resume a amadurecer, envelhecer, morrer... Viver. Na escola descobri a poesia que existia por trás de suas músicas.
Ó chuva preste atenção
Se o povo lá de cima vive na solidão
Se acabar não acostumando
Se acabar parado e calado
Se acabar baixinho chorando
E se acabar meio abandonado
Pode ser lágrimas de São Pedro
Ou talvez um grande amor chorando
Pode ser o desabotoar do céu
(...)”

Quando achei que tinha encontrado o amor da minha vida, lá estava aquela carioca linda de cabelos longos e cacheados. Tive a sensação de que ela tinha escrito aquela música para mim, que por um momento ela tinha entrado no meu coração e descoberto cada insegurança, tristeza e resquício de felicidade e de esperança.

“O meu coração
Já estava acostumado
Com a solidão quem diria
Que ao meu lado você iria ficar”

Esse post pode parecer meio aleatório, mas eu não me importo, pois esse texto é uma forma de agradecimento, um obrigada com mais de oito palavras.

Obrigada por ser essa cantora maravilhosa, essa mulher que com suas músicas maravilhosas tocam o meu coração e com sua voz incrível me faz sentir em paz. Obrigada por ser a responsável por grande parte da trilha sonora da minha vida. 


  





2 comentários:

  1. Não conheço muito as músicas da Marisa, mas acho a voz dela sensacional. Da uma calmaria e ao mesmo tempo é extremamente gostosa de se ouvir ♥ É muito bom quando algum cantor/banda tem essa influência positiva sob nós! ;D Beijão, Carol!

    Garotas de Mustache

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Midria, você descreveu exatamente o que eu sinto ao ouvir a voz dessa mulher incrível <3

      Excluir